DestaqueNotícias

Prefeitura de Andradina obriga Comercio a retirar mesas e cadeiras das calçadas

Medida causa indignação do comercio local e de frequentadores dos estabelecimentos

Os comerciantes Andradinenses do ramo gastronômico tiveram uma surpresa amarga nesta semana ao receberem uma Notificação disfarçada de Termo de Esclarecimento, tal documento assinado pelo Chefe de Fiscalizacao Municipal Sergio Kubo, que obriga todos os estabelecimentos como Restaurantes, Lanchonetes, Bares, etc a retirarem as tradicionais mesas e cadeiras das calçadas.

Alegando ser uma medida exigida pelo Ministério Publico a Prefeita Tamiko que tem a frente da sua administração o Assessor de Assuntos Estratégicos e pré-candidato a Deputado Estadual Jamil Ono dá um duro golpe no comercio local com a determinação da retirada das mesas e cadeiras das calçadas, haja visto que é tradição nas cidades interioranas e até mesmo nas capitais que sejam utilizadas as calçadas pelos consumidores dos estabelecimentos, além disto Andradina é uma cidade de calor intenso, portanto a maioria dos frequentadores destes estabelecimentos preferem as calçadas por serem mais “arejadas”.

Causa estranheza a postura da Prefeita e seus Assessores é o fato de ter sido realizado um Festival de Food Truck na cidade no ultimo final de semana em espaço publico, e com apoio total da Prefeitura, e os mesmos comerciantes que se indignaram com a realização receberam esta proibição do poder público municipal, isto só vem a mostrar a real política da Prefeita e seu total descaso com o Comercio Local, que já vem sofrendo com o aumento abusivo das taxas de alvará e agora é surpreendido com mais esta medida autoritária e vingativa por parte da Administração Municipal.

A entrega deste “Termo de Esclarecimento” tem causado desconforto para os comerciantes. Realizada pela Policia Militar (Atividade Delegada) que mesmo estando em suas atribuições legais de acordo com o convênio entre estado e município, tem deixado os donos dos estabelecimentos constrangidos pelo horário da entrega ser de grande movimento e os clientes muitas vezes não fazem ideia que se trata de uma simples entrega de documentos.

Alguns comerciantes ouvidos prometem irem até as ultimas consequências por esta medida de cunho totalmente vingativo da Prefeita TAMIKO e seu Assessor JAMIL ONO, pois não há outra explicação para tal medida somente agora ser ventilada.

Estaria a Prefeita Tamiko ciente de todos esses desmandos realizados por sua Assessoria, estaria de acordo com todas essas medidas contra o comercio local, que como sabemos é o motor da economia de nosso município. Qual a intenção de Tamiko em utilizar tal medida para punir ainda mais o nosso comercio que sofre com a falta de uma política publica de incentivo por parte do Município. Seria somente uma política suja tramada por alguns para tentar calar a voz dos comerciantes.

Tamiko deveria tomar as rédeas de seu governo que utilizou-se sempre do slogan do coração para sua campanha política, mas o que mais temos visto agora são ações sempre com intuito de prejudicar alguma classe que não compactua com os desmandos praticados dentro da prefeitura.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo