DestaqueNotícias

Após tragédia, moradores de prédio que ruiu procuram líderes sem-teto

Ao menos 120 famílias pagavam até 500 reais por mês a um homem chamado Ananias, ligado ao MLSM; ninguém do grupo foi conversar com os desabrigados

Um dia depois do incêndio que provocou o desabamento de um prédio no centro de São Paulo, moradores desabrigados procuram pelos representantes do Movimento Social pela Moradia (MLSM), que organizava a ocupação do edifício. Concentrados no Largo do Paissandu, onde passaram a noite em frente ao local da tragédia, ninguém sabe onde está a coordenação do grupo.

Fonte
Veja

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo